terça-feira, 24 de novembro de 2009

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Por motivos de força maior...

Oi meus lindos e queridos leitores que acompanham o blog.
Hoje vim dar satisfação de meu repentino sumiço...
É que como já diz o título eu ando com contratempos, mas sempre que eu encontrar um tempinho eu volto pra deixar um post colorido e bobo como sempre!
Só passei pra dizer que sinto falta de nosso contato, amo me expressar por aqui e amo muito mais ver essa galera linda blogueira interagindo e dizendo o que pensa.
E enquanto eu não publico nada ficam aqui meus conselhos:
Estudem, conhecimento nunca é demais, e um dia a vida pode cobrar isso de vocês;
Se quiser algo corra atrás, não espere cair do céu, enquanto você espera outras pessoas estão passando sua frente;
Em tudo o que fizer coloque todo seu empenho, dê o seu melhor e não espere por reconhecimento porque é assim que ele chega;
Passem filtro solar;
Bebam muita água;
E claro, vivam o hoje como se não houvesse amanhã, mas tenham juízo!
Sejão felizes!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Proposta

Como você já deve ter percebido, você está no blog maluquet na net, seja bem vindo!
Ele recebe esse nome porque eu queria que ele fosse um mosaico de relatos da vida, idéias vagas, viagens na maionese...  E enfim, coisas doidas, livres, espontaneas e que são comuns a vida de todo invdividuo hoje em dia, por isso lhes faço uma proposta: espero que você deixe um relato de uma experiência de vida, que pode ser aventuras com os amigos, uma gafe, um dia que você mandou aquela cantada velha e se deu bem, algo particular e pessoal, mas tão incrível, que você deve partilhar, um pedacinho que compõe o que você é, uma parte da sua história registrado aqui, e que me deixaria muito honrada!
E mais do que compartilhar, registrando seu momento especial, você estará revivendo alegrias e sentimentos bons que  devem ser cultivados, tenho certeza de que quem quer que leia vai montar um filme na cabeça e se deliciar com a sua epopéia!
Achei justo eu mesma inaugurar!
Então lá vai:
Eu tinha mais ou menos uns onze anos e tava na casa da minha tia, ela morava numa rua de chão batido, tinha chovido e a rua tava um barro só. Eu e minha priminha Mila, que é uns cinco anos mais nova que eu, já estavamos cansadas de brincar dentro de casa. Então a Mila me chamou pra andar de bicicleta na rua e eu topei, a gente só podia ficar na rua mesmo, nem dar volta no quarteirão, nem nada, que era pra não sair da vista da minha tia.
Quando a gente saiu lá fora a rua tava cheia de poças d'água, e uma era muito grande, muito tentadora, se é que vocês me entendem...  A Mila me disse "vamos brincar de passar com a bicicleta em cima da poça?", eu, toda certinha disse "não, depois a sua mãe mata a gente, a gente vai ficar toda suja", mas ela usou as palavras mágicas que foram: "mas eu já pedi pra minha mãe e ela deixou", depois disso foi só alegria, a gente tomava uma boa distância pra ganhar velocidade e partia com tudo pra cima da poça, voava barro pra todo lado, a gente deve ter ficado com marca de lama até o pescoço, só ficou faltando a gente rolar no chão.
A brincadeira só acabou quando deu fome, e a gente voltou pra casa da minha tia emporcalhando todo o chão, quando ela viu a gente, ela deu tanta bronca que eu queria me esconder, e como eu era a mais velha as broncas  se concentraram em mim.
De tudo que minha tia falou só consigo lembrar de duas coisas, a primeira: "Vão já tomar banho" e a segunda: "Quem foi que deu ordem?"
E foi assim que eu fiquei sabendo que minha tia não tinha deixado a gente se sujar, e eu cai na conversa da safada da minha priminha de apenas seis anos aproximadamente, mas quem ia acreditar ?
Eu bem que devia ter desconfiado!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails