segunda-feira, 26 de julho de 2010

Maluquets


A primeira vez que me defini como maluquet eu tinha 11anos, desde então nunca mais mudei de opinião.
Eu tinha uma espécie de clubinho que eu chamava de "as maluquets", que era formado pelas minhas amigas, o pior é que ao invés de superar a fase, eu só fui levando mais a sério, fui criando histórias em quadrinhos sobre nossas aventuras e foi assim que passei a levar o desenho a sério e isso acabou virando um projeto de vida, até hoje escrevo e desenho histórias nossas.
Eu dei sorte de por acaso aos 11 anos eu definir minha vida profissional todinha, ser maluquet foi o que ajudou a ser desenhista...
Quando a gente é criança sempre idealiza o que vai ser no futuro, bem, comigo não foi diferente, eu já tinha tudo bem planejado e definido. Mas eu fui uma criança muito doida, meus irmão tem uma boa diferença de idade pra mim, então eu cresci admirando os adolescentes dos anos 80 e 90, a rebeldia daquele tempo tinha muito mais força, era tudo mais chocante e desafiador, quebrar regras naquele tempo era como atravessar a linha da irresponsabilidade e ser dono de si, pelo menos era o que parecia.
Ainda criança, quando eu brincava de barbie, a minha sempre morava ou sozinha, ou com uma amiga, ela até namorava, mas casamento nem pensar! Aos onze anos (acho que foi a idade mais pentelha da minha vida, eu achava que era adulta) eu já fazia planos com as amigas de morarmos juntas, como seria a casa, quem seriam os namorados e de novo o papo de nunca casar, bem, isso mudou, eu não só casei, como fui a primeira da turma a por aliança no dedo.



Eu tinha ideias absurdas naquela época e nada apropriadas para uma criança da minha idade, tive a fase só "rock and roll", porque sexo e drogas nem passava pela minha cabeça, ainda bem!
Aos onze, idade terror, queria pintar o cabelo de verde, um crime na época, também pedi a minha mãe para fazer uma tatuagem  com o símbolo do super-homem no braço,  mas minha mãe sempre  me impedia, imaginem a reação dela... Enquanto outras crianças assistiam chiquititas e dançavam Sandy e Junior, eu vinha com esses papos pra minha mãe, talvez agora vocês entendam melhor o porquê de eu e minhas amigas nos intitularmos maluquets.
Hoje vejo o quanto os pais  sabem o que dizem e o que fazem, afinal já foram jovens como nós. Hoje esta tatuagem estaria horrível e iam me confundir com algum caminhoneiro, eu também mudei de idéia, hoje penso que o melhor super herói e guardião do universo é o Chapolin Colorado, sem dúvida! O superman podia ter aquela lista de poderes intermináveis, porém nunca teve acesso a uma pílula de nanicolina!!!
No fim as coisas nunca saem como a gente imagina, mas se olhar bem vai ver que como está agora não podia ser melhor, a vida sempre surpreende a gente!
Como disse em post anterior, passei a ir na igreja assiduamente aos 14 anos aproximadamente, sem dúvida idade decisiva para eu escolher ou o caminho de aventuras sem fim, (ou com fim, no caso de morte), ou outro caminho melhor. Eu descobri um lance legal sobre mim, eu gosto de estar sempre certa, e me pergunto quem é que não gosta de estar sempre certo, mas para isso precisamos fazer o certo sempre...
Até hoje sigo esse caminho, hoje sou uma florzinha de Jesus! O mais louco nisso é que permaneço maluquet, pois mais parece que estou remando contra a maré, parece que hoje impera a malandragem, tirar vantagem, ser espertalhão, mas ainda que eu pareça careta, boba ou ingenua, na verdade sou rebelde e me revelo contra isso tudo, sou do contra mesmo!
Vai entender, esses são os mistérios da vida, assim como a caneta bic, se são mesmo sondas? Jamais saberemos! hahahaha

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Satisfações

Tive uma semaninha de férias e fui viajar, só curti a família e nem cheguei perto de um computador, mas logo, logo, atualizarei as postagens e visitarei os blogs de quem passou por aqui!
Estou de volta!!!

Mas não estou a toa, aqui uma demonstração das ilustrações que estou rascunhando:


segunda-feira, 5 de julho de 2010

Pra frente Brasil

Será que só eu me sinto assim?



Graças a Deus alguém iluminado por Deus inventou o controle remoto! Assistir televisão aos fins de semana está cada vez mais insuportável!!! O único horário que costumava ser bom era o do fantástico, mas que ontem estava um porre, só se falava do fracasso da seleção, que foi usado para esculhambar o Dunga, nada pessoal...

Tentam de todo jeito achar um culpado, que o Dunga escalou uma seleção sem brilho, que Felipe Melo devia ser mais equilibrado, que o meio de campo não tinha criatividade... Mas só há uma explicação lógica para a derrota da seleção brasileira, o único e exclusivo culpado pela derrota do time foi a seleção da Holanda!

Mas brasileiro é tão empolgado que não fica sem torcida, como participávamos de duas, assim que o Brasil saiu da disputa, passamos só a torcer contra a Argentina mesmo! Ao menos isso deu certo!
 
Pelos menos agora tudo vai voltar a sua normalidade, a imprensa vai voltar dar informação e voltaremos a estar globalizados.

E viva as palavras cruzadas, já que a tv que deveria ser entretenimento, é emburrecimento!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails