segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Casamento - Renata e Luiz


Ultimamente tenho publicado bastante trabalho de alunos e não mostrei mais dos meus, pois bem, essa imagem acima é a que eu criei para ser o convite de casamento da minha cunhada Renata, que é a irmã mais nova do Fred, eles se casaram esse fim de semana numa cerimônia e festa linda, muito abençoada por Deus, eles optaram deixar o convite com um tom divertido, pois o casal é bem descontraído, então cada detalhe ficou a cara deles, o convite com caricatura, o enfeite do bolo com a noivinha laçando o noivo, eles dançando "valsa" na pista, coloquei aspas na palavra valsa porque começou como uma simples valsa, mas depois eles dançaram de tudo um pouco, até macarena! hahahhaha Foi bem divertido!
Mais pra frente conto mais detalhes sobre o casamento e publico umas fotos!
Beijo a todos!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Uma aventura na selva de pedras (parte 2)


Eu tinha parado no meio da minha louca história, bem na hora que o Fred e eu chegamos no shopping, como estávamos ensopados fomos para o banheiro para nos secar, depois disto já ficamos com um aspecto um pouco melhor, o de quem tomou banho e esqueceu de tirar a roupa, rs.
Nessa hora já estávamos mortos de fome, tínhamos saído de casa de tardezinha e já era tarde da noite, então fomos direto aos caixas eletrônicos para sacar o dinheiro e enfim comermos e irmos embora, mas como diria Dinho Ouro Preto "nem tudo é como a gente quer", fomos na escada rolante, pois os caixas ficavam em um andar superior, e como eu já tinha contado anteriormente, estava o maior chuvão, bem, não deu outra, faltou energia, a escada travou e eu lembrei daquela piada de loira, aquela que ela só sai da escada quando volta a energia... e comecei a rir, o Fred já tava resmungando "só pode ser brincadeira", pelo menos o shopping tinha um gerador e não ficamos no breu, mas nem escadas rolantes e nem elevadores estavam funcionando, então chegamos nos caixa depois de subir degrau a degrau as escadas e adivinha? Os caixas ficaram fora de sistema, eu já me imaginei dormindo no shopping, o pior é que era domingo, e tanto eu como o Fred iriamos trabalhar no dia seguinte, eu já tava quase perdendo as esperanças, quando fomos na praça de alimentação e graças a Deus tinha uma loja que estava passando o cartão, então eu fui lá e contei o nosso dramalhão pro caixa da lanchonete e pedi se ele não podia passar um tanto de dinheiro a mais no cartão e me dar o troco em dinheiro pra gente poder voltar pra casa, o moço super bonzinho topou e finalmente alguma coisa deu certo. Quando nosso pedido saiu, na boa, eu tava com tanta fome que eu comi que nem uma porca!!! Eu praticamente enfiei a cara no prato, o mais interessante é que morávamos em São Paulo a pouco tempo, e eu nunca tinha encontrado ninguém de Botucatu aqui, mas justo naquele dia encontramos um amigo que ficou todo feliz por nos ver, chegou nos abraçando e tirando foto, eu estava com a boca cheia de comida!!! Pra coroar a noite, meu amigo fotografou nossa miséria!!! haahhaha
Mas no fim deu tudo certo e fomos pra casa com segurança!
 
E com você já deu tudo errado?

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Uma aventura na selva de pedras (parte 1)

Quando o Fred e eu chegamos a São Paulo tudo era muito difícil, pois para sairmos de Botucatu precisamos vender o carro, eu larguei o emprego e fizemos um empréstimo, tudo por causa de uma promessa, ou seja, chegamos aqui falidos.
Em Botucatu nós costumávamos frequentar quase todos os cultos da igreja, e ao chegarmos aqui
tentamos manter o mesmo ritmo, o problema é que em Botucatu tudo era perto, podíamos ir aonde queríamos a pé, aqui é diferente tudo é longe, um belo dia fomos pra igreja sem grana pra voltar, mas tínhamos planejado tudo, perto da igreja havia um shopping e pretendíamos ir ao caixa eletrônico pegar mais dinheiro pra podermos jantar e voltar pra casa no domingo a noite, mas tinha um porém, nós não sabíamos o caminho da igreja até o shopping, só sabíamos que era perto.
Enfim, fomos com a cara e a coragem, participamos do culto e assim que ele acabou fomos procurar o shopping, foi daí que se iniciou a série de eventos improváveis... Andamos em direção a rua que sabíamos que ficava o shopping, para chegar nessa rua tivemos que pegar um caminho perto do rio Tietê, então começou a chover e eu me perguntei "será que aqui inunda?", passamos a andar mais rápido, de repente chegamos a uma rua estreita onde havia umas pessoas mal encaradas, nessa hora já estávamos ensopados e parecendo frequentadores da mesma rua, e Fred ainda quis parar pra perguntar se estávamos indo pelo caminho certo, eu mantive a cabeça baixa em sinal de humildade o tempo todo, hahahhah! Quem nos respondeu foi um mendigo gente boa, que tava com cara de dó pra gente e quase nos deu 10 reais...rs. Seguimos caminho e finalmente chegamos em frente ao shopping, mas o Fred teve receio de entrar, disse que só a gente ia estar ensopado lá dentro, então eu o encorajei e disse "que nada, com o chuvão que deu, vai ter um monte de gente molhada lá dentro", assim que entramos só nós estávamos molhados, a moça da limpeza ia seguindo a gente com um paninho e enxugando o chão por onde a gente passava...
Bem essa história é um pouco longa, então vou conclui-la semana que vem, aguardem!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Minha aluna Ana Luisa

Esses são os trabalhos da minha aluna Ana Luisa Freitas de Oliveira, ela começou o curso de modas no mês de Janeiro/2011 porque estava interessada em fazer faculdade de moda, o mais legal é que ela prestou o vestibular do meio do ano e passou!!! Fiquei super orgulhosa e também muito feliz porque ela não interrompeu o nosso curso, ela o concluiu no mês de Outubro.

Nesse primeiro desenho ela utilizou bico de pena e aguada de nanquim. No do rosto ela usou nanquim puro e o pontilhado foi feito com caneta técnica.
Em seu terceiro desenho ela usou aguada de nanquim, guache aguado para dar efeito de aquarela e guache puro também.
E por fim um desenho feito com lápis aquarela que depois ela molhou para ter tanto o efeito de textura do lápis de cor como também o da aquarela que deixa a ilustração bem suave!





Durante o curso eu já dizia pra ela que ela evoluia muito rápido, quando ela entrou ela já desenhava direitinho, mas eu tinha que supervisionar bastante, corrigir pequenas desproporções, mas com o tempo eu ajudava cada vez menos pois ela foi ficando "independente". Só espero que ela siga o meu conselho, que continue a treinar porque ela vai se desenvolver cada vez mais, então os croquis  dela serão de dar inveja a qualquer um!

Não posso deixar passar em branco, preciso avisar que ela também tem um blog, onde você vai encontrar de tudo um pouco, mas é principalmente voltado para moda, é claro! http://9dadesasolta.blogspot.com/

E  vocês o que acham?
Um beijo a todos.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails