segunda-feira, 1 de julho de 2013

Cinema Nacional

Há pouco tempo atrás fui assistir ao filme Minha mãe é uma peça, geralmente não assisto cinema nacional, pois tive uma experiência traumática anos atrás com o filme da Grande Família que não tinha nada a ver com a série, mas eu acho que esse nem foi o seu grande erro, acho que os dois piores erros foram retorcer personalidade do Lineu (o antes exemplar o chefe da família na série) fazendo com que ele se comportasse de forma totalmente diferente do que o público estava acostumado, foi como descobrir de novo que a Vovó Mafalda era homem, foi um choque. E também pecaram por não fazerem o filme a partir de uma ideia original, eles imitaram o formato de um filme estrangeiro chamado aqui no Brasil de Corra, Lola, Corra, procure por ele, esse sim é original e bacana!
O que me fez ir ao cinema foi o fato de várias vezes conversarmos sobre cinema nacional nas aulas de animação 2d e ouvir do meu professor formado em cinema na USP dizer que filme brasileiro ainda que bom "não se paga" por causa da bilheteria, que o lucro geralmente é menor que o investimento por causa da baixa procura dos brasileiros em ver esses filmes nas telas de cinema. Isso contribui para o cinema nacional não evoluir.
Então eu soube que o filme Minha mãe é uma peça ia entrar em cartaz e me lembrei de ter visto o ator Paulo Gustavo (que interpreta a mãe, Dona Hermínia, no filme) no Jô Soares onde ele ao fim da entrevista ou do programa, não me lembro bem, mostrou um pouquinho da sua peça teatral, cuja personagem era a própria Dona Hermínia, me recordei de ter dado umas boas risadas nesse dia e resolvi dar uma chance ao filme.
O Filme:  Eu gostei demais, acho que valeu a pena ter ido ver no cinema, não quis pedir meu ingresso de volta como em outras vezes, inclusive com filmes de hollywoodianos de grande repercussão...
É uma comédia muito engraçada, eu ri quase que o tempo todo, Paulo Gustavo realmente é dono de um talento absurdo, também achei que todos os atores foram bem escolhidos, tudo estava divertido, mas é claro que eu não sou toda elogios, acho que duas coisas sobressaíram como "não tão legais assim", particularmente eu achei que teve muito palavrão, respeite mesmo a classificação indicativa, justamente por isso, e por fim o desfecho da história, achei muito bobo, mas eu já tinha rido e me divertido tanto que isso não foi relevante, tudo o que acabei de citar é perdoável porque o filme é uma história muito família e muito cômico, talvez você até se lembre de coisas que sua mãe fazia, mas não com a mesma intensidade...
No dia que eu assisti a sala do cinema estava quase vazia, eu diria umas 20 pessoas, e achei uma pena, pois se o filme não for rentável na primeira semana ele sai de cartaz na semana seguinte, então se você tiver a chance assista, é bacana e você contribui para outras obras nacionais bem feitinhas como essa sejam valorizadas!
Beijo a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails