sábado, 15 de fevereiro de 2014

Neura

Eu como toda pessoa comum, tenho lá minhas esquisitices, mas que fiquei claro de que é assim como qualquer pessoa! Hahaha.
E se tem uma coisa que eu não gosto são de psicólogos, terapeutas, psiquiatras e todas as classificações e níveis de hierarquia dessa raça... E sim É PRECONCEITO, pois nunca frequentei o consultório de nenhum deles, mas não julgo ninguém que vai, e pra ser sincera já indiquei a ajuda desses profissionais pra muitas pessoas, amigos e parentes inclusive, digo isso antes que esse paragrafo seja mal interpretado, a questão é que não rola pra mim.
Acho que esse trauma se explica na adolescência, quando minha irmã arranjou um namorado que estudava psicologia (Deus, que ele não leia este post, pois hoje somos amigos), eu detestava todo e qualquer namorado dela enquanto namorava ela, só perdi a guerra para o meu atual cunhado, que é um cara legal, mas eu não queria que ninguém "roubasse" ela de mim.
...Pois bem, o namorado iniciante na psicologia, estudava e voltava efervescente tentando analisar, aplicar as teorias, ler o comportamento não verbal com tudo e todos, e eu que já não gostava dele percebo que o garotão tentava me decifrar, pra mim era o fim da picada.  
Então é assim que me sinto em relação a essa classe de profissionais, logo imagino eles me julgando, pensando que tipo de pessoa eu sou, que tipo de personalidade me encaixo e o porque eu tenho dificuldades em certas áreas, porque não conserto isso, remendo aquilo, não jogo fora esse pensamento... Coisas bem invasivas. Sei que nem deve ser assim, pois se amigos que a gente nem paga, gastam um tempão ouvindo as bobagens que fazemos, e depois sempre tem um conselho pra dar,  imagine uma pessoa que tem vocação pra isso e é remunerada... Conheço muita gente que frequenta e gosta demais, e muita gente que nunca foi, mas morre de vontade de ir.
Até aqui você pensou que já tinha entendido tudo sobre a minha esquisitice, não é? Mas tem mais: eu não frequento, mas descobri sem querer que amo ler livros dessa classe profissional, o primeiro que li foi emprestado por uma amiga e vocês não tem noção da transformação que ocorreu dentro de casa...
Mas para esse post não virar um livro eu comento mais sobre os livros de terapeutas, psicologos e afins em outro post e as mudanças que causaram em mim, porque tenho a impressão que qualquer paragrafo com informações novas sobre mim, vocês vão ter a certeza de que preciso de ajuda profissional! hahaha
Mais detalhes um post próximo...

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Drawings lovers - Divas do cinema

Como vocês puderam perceber em Janeiro nos demos férias, mas esse mês estamos de volta, um ano depois estamos firmes e fortes, o projeto Drawings Lovers continua, nossa equipe de ilustradores resolveu que deveríamos desenhar as Divas do cinema...

Para começar Audrey Hepburn

 E também a Elizabeth Taylor, a proporção da mão está errada, a mão dela ficou pequena, mas eu que não vou ficar apagando e corrigindo com meu bebê por perto, a Duda exige muita atenção, só tenho tempo livre nos momentos de soneca dela, aí eu aproveito pra fazer de tudo, e não me resta muito tempo pra desenhos...


Nesse ano novo o projeto também está com mudanças, agora também publicaremos musicas inspiradoras, o que ouvimos enquanto colocamos o grafite para trabalhar, esses trabalhos eu fiz enquanto estudava francês, então eu ouvia a também diva e meloncólica Edith Piaf:


Agora vejam também os trabalhos e inspirações dos demais artistas:
Ana Luísa | Jaqueline Noele | Jean Fantuci

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Dicas de uma preguiçosa em recuperação

Não me lembro se já citei isso antes por aqui, mas acontece que eu sou uma pessoa extremamente preguiçosa, e preguiçosos só tem duas opções na vida, ou arranjam e manipulam alguém para sustentá-los e mantê-los molengas, ou tentam ser pessoas responsáveis e ativas, eu fiquei com a segunda opção, mas para isso todo dia é uma luta.
Se você não é preguiçoso, parabéns eu muito te admiro, mas se você é como eu, leia a minha dica de hoje:
Cuidado com um cômodo de sua casa chamado: Sala!!! Atenção, esse cômodo é traiçoeiríssimo para os preguiçosos, pois assim que acordamos saímos do quarto, pois ao contrário do que pensam, os preguiçosos não gostam de bagunça, gostam apenas de bagunçar, assim que levantamos a cama fica lá por fazer, aquela desordem manda uma mensagem para o cérebro que diz que o quarto deve ser arrumado, mas o quarto do preguiçoso só será arrumado ao longo do dia, não momento em que ele acorda, isso se for arrumado, então automaticamente aquela desordem o repele para fora e aonde ele se refugia? Na sala, é claro! Mas para o preguiçoso o sofá é usado como uma cama reserva e a televisão é como se manter dormindo ainda que acordado, porque você fica lá imóvel, é como estar em "stand by", pois você está lá, mas é como se não estivesse.
Por isso preguiçoso, se acordou, não vá direto para a sala, vá direto para a sua agenda, (sim tenha uma agenda com uma lista de tarefas, isso é fundamental para sua mudança) e veja quais são seus compromissos do dia, foque em resolvê-los, pois se for para a sala você vai protelar o dia todo e nada será feito, mas se sua mente estiver focada nos seus "problemas", sim, porque tarefas para um preguiçoso é um problema, você vai querer fazer tudo rapidinho para se ver livre deles e ai enfim poderá ir para a sala! Nunca inverta as coisas, a ordem dos fatores altera o produto nesse caso!
...E não esqueça de arrumar o quarto!
Beijo e todos os bem dispostos e os como eu preguiçosos em recuperação, só a vocês mesmo, porque um preguiçoso legítimo não vai ler até essa linha!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails